Celular: nada de patrulha
Revista Cláudia - Turma Teen

"Responda Rápido. Quantas vezes por dia você telefona para saber se o seu filho está bem? Se já perdeu a conta, é hora de começar a controlar a ansiedade e mudar a postura. "Com a desculpa da insegurança nas grandes cidades, mães e pais estão usando o celular para vigiar os jovens", alerta a terapeuta de família Maria Alice Rufino, de São Paulo. Mesmo que sua intenção seja das melhores, esse hábito pode trazer graves prejuízos para o desenvolvimento dele. "O adolescente precisa experimentar a liberdade, consolidar a autonomia e aprender a se virar sozinho. Quando vive sob observação constante, torna-se dependente e tem dificuldade para amadurecer.

 

  voltar | home